Conheça o autor: Rikelmy Ribeiro


O mês de fevereiro está acabando e as coisas vão começar a ficar mais agitadas por aqui! A partir de março, teremos vários lançamentos para vocês.


Semana que vem entrará em pré-venda a obra Alzehan: Magos e Alquimistas, do autor Rikelmy Rodrigues Ribeiro. Nunca ouviu falar nesse nome? Tudo bem, estamos aqui para apresentá-lo a você!


Biografia


Rikelmy é mineiro e começou a postar seus textos, no Instagram, aos dezesseis anos. No início, o seu foco era detalhar a própria visão sobre o mundo e sobre a racionalidade humana, mas ele começou a pegar gosto pela escrita. O autor também escreveu diversos poemas e postou em suas redes sociais. Poemas que deixam o romantismo tradicional de lado e focam nas razões da existência e suas complexidades, como a solidão e o amor. ⁣Rikelmy nega ter inspirações e estimulantes externos para escrever algum texto ou livro. Ele afirma escrever por sentir necessidade disso. Então, por também ser um admirador de mundos fantasiosos, o autor escreveu a obra “Alzehan: Magos e Alquimistas”.


Sinopse da obra


Após ser expulso de Alzehan, Eivil Kovalev une-se ao reino de Anastina, em um plano contra a Cidade Dourada. Entretanto, o mago possui ideais próprios, dando início a uma guerra de três lados. A Terceira Guerra das Nações não será um conflito do bem contra o mal, mas sim um desastre provocado por pessoas com convicções diferentes. Seria possível Eivil Kovalev lutar contra o seu irmão e o seu pai, que permaneceram em Alzehan? O egoísmo e a ambição por poder realmente causarão uma Terceira Guerra? Tudo o que sabemos é que somente uma certeza habita esta história: tempos sombrios se aproximam.


Quer conhecer mais da escrita do autor?


Com a ajuda do Rikelmy, escolhemos dois de seus textos para que você possa ter um gostinho a mais da escrita dele.

"Eu disse, uma vez, que a nossa sociedade tem medo de pensamentos livres. Continuo pensando o mesmo e digo-lhes um dos meus muitos motivos: obras de homens mortos há séculos não descrevem mais a nossa realidade, tampouco sustentam um pensamento livre e inovador.


Usando, portanto, o Enem como um mero exemplo do que afirmo, o sistema exige do jovem uma reflexão social, mas repudia uma reflexão legítima e livre. Claro, usemos então uma frase de Nietzsche que combine com a nossa redação e está tudo certo, não é? Sim, de certa forma.


As pessoas criaram modelos em que partes de uma ideia conhecida são usadas como verdade para legitimar uma reflexão, ignorando todo o resto. Usei Nietzsche porque, mesmo estando à frente dos pensadores da época, ainda era um homem do século XIX, seus versos sobre as mulheres refletem muito bem isso.


Portanto, entendo que somos herdeiros de um conhecimento embaraçoso. É preciso compreender o que se torna bom para a sociedade, mas é ainda mais preciso entender que o seu pensamento é o que vai fazer alguma diferença no mundo hoje".

"Estão vendendo por aí um monstro de sete cabeças chamado “amor”, e digo a você para que não o compre, é apenas uma imitação barata.


Em algum momento, criamos o vício de viver bons momentos e, na maioria das vezes em que eles aconteceram, estávamos acompanhados, seja ao lado do seu namorado ou de um amigo.


Portanto, passamos a acreditar que o valor da vida está nessas ocasiões que são proporcionadas por alguém.


Você deve estar se perguntando se eu tive a ousadia de dizer que o “amor” é medo da solidão e, sendo sincero, tive sim. Claro, estou me referindo ao amor comercializado como um maço de cigarros, que o satisfaz por um breve período enquanto o mata devagar.


Acredito que amar seja bem simples e que os românticos complicam tudo. Amar não é comprar buquês, é sentir o mesmo quando se está perto e longe. Amar não é prender, é desejar o melhor, mesmo que não inclua você. Por fim, não pense que o amor cura as pessoas, isso é depositar responsabilidade demais em alguém que pode estar tão ferido quanto você".

E aí, gostou?


Não deixe de seguir o autor no Instagram para ler outros textos dele e fique de olho aqui na Lettre que logo iremos liberar a pré-venda desse livro maravilhoso!