• Equipe Lettre

Entrevista com o autor: Davi Busquet



Vamos conhecer um pouco mais sobre o autor do mais novo lançamento da casa?


Davi Busquet mora no Rio de Janeiro, onde é bombeiro militar por profissão e escritor nas horas vagas. É autor de contos e poemas, publicados em diversas antologias, como por exemplo "A Parada" (Antologia Presença Oculta, EHS Edições) e "O Sangue" (Antologia Serial Killer: a Verdadeira Face do Mal, Editora Lettre). O autor escreve desde terror e ficção científica até poemas e fantasia, sempre procurando inovar e enriquecer a produção literária brasileira.


Nós fizemos algumas perguntinhas a ele e você pode ler aqui as respostas. Vamos nessa?


1) Davi, conte-nos uma coisa: desde quando você escreve e qual é o papel da escrita em sua vida?

Oficialmente (para antologias e/ou seleções de originais), desde dezembro de 2019. Extraoficialmente, desde sei lá quando. Sempre que uma ideia surgia — uma cena, um conceito ou um personagem —, eu anotava, esperando um dia poder reunir tudo aquilo em um ou vários livros. Quando vi que existiam essas seleções abertas para antologias e originais, através de editoras que dão chances para o pequeno escritor, resolvi arriscar. A princípio, foi apenas uma chance de ver se minhas habilidades e criatividade como escritor eram coisas relevantes. Agora que o retorno do público é cada vez mais positivo, me sinto pronto para planos mais ambiciosos.


2) Você tem alguma rotina ou método de escrita?

Gosto de primeiro estabelecer o propósito da história (seja conto ou romance), ou seja, definir sobre o que planejo falar. Isso já me dá uma noção do gênero e subgênero, os principais personagens e cenários. A partir daí é só refinar as situações, até que passem do geral (o conceito) ao específico (o conteúdo de cada capítulo). Dependendo do alcance da narrativa (um ou vários mundos) ou sua complexidade, ajuda muito fazer uma linha do tempo de acontecimentos, mesmo que não estejam diretamente ligados aos personagens. Isso evita furos no roteiro ou situações absurdas, como, por exemplo, a vez em que, escrevendo um livro, me dei conta de que o protagonista, ao reencontrar uma antiga namorada, agora grávida, descobriu que o bebê era dele — muito embora os dois tivessem passado mais de dois anos sem se ver. Foi, de fato, a gestação mais demorada da história humana.


3) Fale um pouquinho sobre outras publicações suas, vamos adorar conhecê-las enquanto aguardamos a chegada de No coração de um assassino!

Até o momento, tenho 20 publicações, todas em antologias (No Coração de um Assassino será meu primeiro livro-solo).

  • Ficção Científica: Nova Era (Retrofuturo - Edições & Publicações), O Fundo do Poço (O Abismo - EHS Edições), Nova Russas (Repente Envenenado: contos de um nordeste futuro - Quimera Produções Literárias), Ícaro (Estrelas Inalcançáveis - LN Editorial), Passado S.A. (O Espantoso Mundo da Antecipação - Elemental Editoração).

  • Terror/horror/suspense: Era só mais um Dia (Nº 8 - Revista Literomancia), Estige (Nº 7 - Revista Literomancia), No Vale, O Gotejar do Fim (Prelúdio da Morte - Darda Editora), Recôncavo das Almas (Brasil Macabro - Editora Diário Macabro), Estige (Alameda Nix - Dríade Editora), Rokitansky (Lua Negra - Emissora WebTV), O Último Alimento do Demônio (Abyssal - Lura Editorial), Água Negra (Floresta Negra - Peculiar Editora), O Sangue (Serial Killers: A Verdadeira Face do Mal - Editora Lettre), Faminto (A Arte do Terror vol. 8 - A Arte do Terror), Vetor (Dossiê Macabro: Táxi - Editora Diário Macabro), Juras de Amor (Macabro Amor - Editora Illuminare), A Parede (Presença Oculta - EHS Edições).

  • Poesia: Choro (Fruto do teu Ventre - EHS Edições).

  • Romântico: Um Dia (O Canto dos Contos: Verão - Lura Editorial).


4) E há planos de novas publicações?

Em relação a contos, existem mais 5 aguardando o devido processo editorial. Ficção Científica: A Fábrica (Panóptico: contos distópicos - Editora Cyberus). Terror/horror/suspense: Renascimento (Horror Além da Compreensão - Dark Books), Na Trilha da Lua (Atmosfera Fantasma - Círculo Soturnos). Fantasia: Nemiliztli (A Era dos Mitos - Lura Editorial). Poesia: Humores do Recomeço (Soturnos - Círculo Soturnos). Já romances (livros-solo), tenho um space horror (horror espacial ou horror de ficção científica) pronto para envio, apenas aguardando para ver para que editora eu o submeto. E acredito que até o fim do ano termine mais dois, uma ficção pós-apocalíptica e um de zumbis.


5) Como foi o processo de escrita de “No coração de um assassino”?

Foi desafiador, a princípio, encontrar a ideia central sobre a qual eu apoiaria a narrativa. O conceito, que era criar uma "história de início" para o assassino em série que apresentei na antologia Serial Killers (Editora Lettre), me empolgou muito. Foi aí que tudo travou. Eu decidi que não queria mais uma historinha cheia de tramas e mistérios em torno de mortes suspeitas, mas sim um relato de essência. O leitor deveria sentir que entende o assassino, compartilha de seus sentimentos e sente empatia por ele quando, ao longo de sua vida, o jovem Hermanni passa por diversas provações e tragédias. Depois que cheguei a essa conclusão, a de que o objetivo maior seria aproximar o leitor do protagonista, por pior que Hermanni fosse, se tornou rápido e simples escrever o livro (o que me tomou um total de 12 dias de trabalho).


6) Há algo que você gostaria que os leitores soubessem antes de embarcar na leitura desta obra?

Abram os olhos, esvaziem suas mentes de preconceitos e conclusões precipitadas. Ou, julguem antecipadamente e deixem os preconceitos falarem por vocês. Tanto faz a maneira como prepararão suas mentes, a surpresa, no final, será a mesma.


7) Para você, qual é o diferencial do seu livro?

Qualquer choque ou surpresa que a história possa provocar está diretamente ligado à capacidade de abstração do leitor. A narrativa colocada lá serve única e exclusivamente para dar liberdade à mente do leitor para que ele imagine o que quiser — o que ele considera moralmente certo ou errado — e, é claro, se arrepender disso no final.


8) Como você conheceu a Editora Lettre?

Nosso primeiro trabalho foi a antologia Serial Killers, que, por sinal, teve ótima repercussão na "época".


9) O que achou do nosso trabalho, tanto na antologia Serial Killer quanto em seu livro solo?

Não poderia ser melhor. Atenção máxima ao autor, pronto-retorno a cada dúvida ou sugestão e ótimas opções de acessibilidade a nós, pequenos e desconhecidos escritores.


10) Como escritor, você tem sonhos? Quais?

Podemos começar com um filme na Netflix (ou Amazon Prime, ou qualquer outra rede de streaming) baseado em um livro meu (por que não "No Coração de um Assassino"?). A partir daí a gente elabora melhor.


11) Há algo mais que você gostaria de dizer aos seus leitores e futuros leitores?

Apoiem o autor nacional. Senão lendo, pelo menos ajudando a divulgar seu trabalho, curtindo e compartilhando suas publicações, ainda que não seja o seu "gênero favorito". E leiam! Nacionais ou internacionais, tanto faz! Ler te dá ferramentas e conhecimento para aprender a julgar valores, respeitar limitações e compreender falhas. E não liguem para os ignorantes "anti-ficção", que dizem que "você só lê livros de 'historinhas'?", pois estes são incapazes de entender que, dentro das "historinhas", estão aprendizados profundos, conceitos raros ou, pelo menos, uma diversão sadia e instrutiva.


E aí, gostou? Tem algo mais que você queira saber sobre o autor e suas obras? Então siga ele nas redes sociais abaixo!

E não esquece de garantir seu exemplar de No coração de um assassino ainda na pré-venda. Preço promocional e frete grátis, nós temos!

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo