• Equipe Lettre

Você já apoiou um autor nacional hoje?

Atualizado: Out 10


Olá, família Lettre, tudo bem com vocês?


O post de hoje talvez seja um pouco diferente do que vocês estão acostumados, pois ele será mais um desabafo que qualquer outra coisa. Mas é que eu realmente preciso trazer um assunto que vem me incomodando há um certo tempo. E quem aqui vos fala é uma autora que, por vezes, sente-se desanimada diante do cenário literário em que vivemos.


Além de autora, sou também leitora. Isso quer dizer que, assim como vocês, eu consumo conteúdos literários quase que 24 horas por dia. Minhas principais redes de consumo são o instabook e o booktube.


E o que tanto me incomoda é ver o baixíssimo número de conteúdos produzidos nesses canais que ao menos mencionam obras nacionais. E não estou falando apenas dos autores que ainda estão começando a trilhar o seu caminho, não!


Nem mesmo Raphael Montes, Carina Rissi ou Paula Pimenta escapam do abandono literário. Sim, falo com propriedade, pois eu realmente procuro conteúdos voltados para a literatura nacional e são poucos os que encontro. Não chegam nem à metade da quantidade de conteúdos que promovem a literatura estrangeira.


No instabook ainda é possível encontrar perfis de pequeno e médio porte que atuam na divulgação de autores nacionais que estão começando sua carreira. Mas o número cai gradativamente quando falamos de instabooks grandes, que atuam só no instagram ou instabooks que têm uma base no booktube e migraram também para esta plataforma.


Infelizmente, é um cenário ainda muito nublado, no qual nem mesmo pessoas que vivem da divulgação literária ou que se tornaram autores por meio desse caminho divulgam ou promovem a literatura da qual fazem parte.


O famoso preconceito literário fica ainda mais escancarado quando você mergulha nesse universo. Não sei como, mas ainda me assusto com a quantidade de pessoas que torcem o nariz quando um livro é nacional, simplesmente por isso, e não, por exemplo, pelo seu enredo.


Contudo a verdade é que, por muito tempo, fui uma das pessoas que reclamava da pouca visibilidade da literatura brasileira, mas que, mesmo sendo autora, ainda possuía uma estante predominantemente lotada de livros estrangeiros. E, para piorar, reclamava dos valores das obras nacionais.


Depois de ter meu livro publicado, porém, entendi o mercado e suas nuances. Entendi que nós, autores nacionais, pagamos vários reais para publicar cinquenta livros e, mesmo com as vendas, não conseguimos o suficiente para uma nova tiragem sem que tenhamos que desembolsar um novo valor.


Entendi, também, que é pouco, mas muito pouco mesmo, o que ainda se fala sobre livros de autores nacionais contemporâneos. E que eu, como autora e leitora, deveria falar muito mais sobre eles. Com minha família, com meus amigos e até com meus inimigos, por que não? O importante é mostrar a literatura nacional.


No meio de tantas decepções, porém, aprendi muita coisa. Aprendi, em primeiro lugar, a importância de conhecer as obras de autores nacionais e falar sobre elas. Somente assim eu também poderei ter o meu reconhecimento nesse meio; aprendi que a minha estante continuará linda e recheada de boas histórias se, ao invés dela ser dominada por livros estrangeiros, for dominada por livros nacionais; e aprendi que é igualmente delicioso (ou até mais!) surtar por livros nacionais e poder falar sobre eles com muito amor e propriedade nas redes sociais e para todo mundo que conheço.


E foi assim que, pouco a pouco, dei início ao meu apoio aos nacionais: consumindo, indicando e colocando-os como meta.


Encerro esse desabafo fazendo um convite a vocês, leitores e escritores: que coloquem ao menos um livro nacional em suas listas de leituras, que se permitam conhecer o que é produzido em nosso território.


Não se esqueçam de deixar nos comentários uma bela indicação de livro nacional!

Assine nossa newsletter 

  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • Instagram

QNM 19 Conjunto H, Lote 20
Ceilândia Sul - DF - CEP:72215-198

Telefone: (61) 9 8127-1602

(11) 9 9269-9597

E-mail SAC: lettresac@gmail.com

 

© 2020 by Editora Lettre 

CNPJ: 34.892.350/0001-21